Conheça o Câmbio do Bem: seu novo formato para realizar transações internacionais

Em abril de 2024 foi lançado o Câmbio do Bem, mecanismo financeiro da Sitawi Finanças do Bem em parceria com a Abrão Filho. Se trata de um serviço de câmbio — transação de troca de um valor de moeda estrangeira para real. O Câmbio do Bem foi pensado para proporcionar taxas reduzidas – de apenas 1%- , transparência e impacto positivo em cada transação financeira internacional. 

Grande oportunidade

Foi baseado na própria experiência com a troca de moedas estrangeiras que a Sitawi formulou o novo serviço de câmbio. A organização fecha anualmente, em média, R$20 milhões em câmbio e lidava com a dificuldade de realizar as transações com agilidade e transparência. Considerando essa lacuna no mercado, desenvolveram o novo mecanismo.

“Claramente, há um problema a ser resolvido nessa questão de transações internacionais. Para pequenas organizações, receber recursos do exterior, algo trivial para grandes empresas, é um verdadeiro desafio”, afirma Leonardo Letelier, CEO da Sitawi.

Fortalecimento do ecossistema

O objetivo final do Câmbio do Bem é o mesmo dos demais mecanismos oferecidos pela Sitawi: reforçar o compromisso da organização com a Economia de Impacto. No caso do câmbio, esse objetivo será alcançado através da utilização de parte do spread (taxa de câmbio) que será revertido em doações para a Sitaw, que tem como missão fortalecer o terceiro setor com soluções financeiras inovadoras, desenvolvendo infraestrutura financeira para a Economia de Impacto.

Isso significa que o Câmbio do Bem é vantajoso para organizações, que terão taxas reduzidas (de 1%) para realizar a troca de moeda, mas também para o Setor de Impacto. 

Você costuma realizar transações financeiras internacionais?

Publicações relacionadas

Ir para o conteúdo