Finanças do Bem

Há 15 anos desenvolvendo soluções financeiras inovadoras e com propósito para transformar o mundo

Finanças do Bem

Há 15 anos desenvolvendo soluções financeiras inovadoras e com propósito para transformar o mundo

Quando a expertise se une ao propósito:

15 anos de atuação pelas Finanças do Bem

Por: Bruna Gomes

Nossa trajetória é marcada por ações que transformaram pessoas, lugares e histórias. Veja o que alcançamos nesses 15 anos de atuação!

Os frutos das Finanças do Bem são motivo de orgulho para nossos parceiros e colaboradores, mas você sabe como tudo aconteceu? Confira a retrospectiva da nossa história:

O começo de tudo

O ano era 2008. Em meio à uma crise econômica mundial, desastres naturais e problemas sociais, Leonardo Letelier – CEO da Sitawi – sentia um incômodo frequente em relação ao seu trabalho: a falta de um propósito lhe gerava diversos questionamentos. E foi assim que o engenheiro abandonou a posição em uma consultoria para se dedicar ao seu sonho de trabalhar com propósito e fundar o seu negócio social.

O que era sonho se tornou realidade e a Sitawi chegou mais longe do que imaginava. O propósito, que sempre guiou a organização, se tornou um valor consolidado entre a equipe. A expectativa de Letelier foi superada: “Para mim a equipe não passaria de 12, mas pretendemos fechar 2023 com 100 pessoas distribuídas em nossas quatro frentes de atuação”. Mas o que foi necessário para esse sucesso?

Uma vontade enorme de transformar o mundo em um lugar melhor e valores alinhados ao impacto positivo. Esses foram os ingredientes necessários para criar a Sitawi Finanças do Bem, que há 15 anos atua com soluções financeiras para impulsionar o terceiro setor e este ano se consolida como a 5ª ONG mais influente do Brasil, segundo o The Dot Good.

Quem vê a Sitawi de 2023, uma referência no ecossistema, não imagina que o começo foi desafiador e exigiu dos colaboradores da época muita proatividade, inovação e propósito. Como confirma Luiza Coimbra, gerente de Comunicação e Marketing:

“Na época nós não tínhamos toda a estrutura e capacidade que temos hoje. O desafio era fazer a diferença, mesmo com recursos humanos e financeiros mais limitados. Para isso, o engajamento da equipe pela transformação socioambiental foi fundamental, assim como a criatividade e a inovação. Se hoje temos uma organização que é referência no que faz, é por todas as pessoas que já passaram por aqui e contribuíram com seus esforços, suas visões de mundo e o seu propósito para impulsionar o alcance das Finanças do Bem.”

Retrospectiva dos 15 anos de impacto positivo

De lá até aqui foram muitas as mudanças que a Sitawi teve: a equipe passou por diversos locais –Ipanema, Leblon, Botafogo, São Paulo, Amazonas – enquanto estruturava novas frentes de atuação, traçava as estratégias de implementação de soluções financeiras e via o número de colaboradores crescer exponencialmente a cada ano. Mas foi em 2020 que a Sitawi teve uma virada de chave significativa: o capital mobilizado foi multiplicado em 30 vezes através de ações de combate à pandemia. A expertise e a capacidade de inovar possibilitaram a mitigação dos efeitos da crise sanitária no Brasil através de ações com vários parceiros e a sociedade civil. 

Os mais de R$ 200 milhões mobilizados para combater a Covid-19 foram o meio de atingir o objetivo final: salvar milhões de vidas que estavam em risco por conta da crise sanitária. E isso foi realizado através da proteção de profissionais da linha de frente e da ampliação dos serviços de saúde em diversos hospitais.  

Assim como esse caso, a Sitawi conta com outros 90 Fundos Filantrópicos em seu portfólio, que possibilitam o aporte de capital para impulsionar ações socioambientais. Através de muita expertise e alto nível de compliance, a organização faz a gestão financeira e possibilita que o impacto na ponta seja mais efetivo e direcionado. 

Ao longo dos anos, o planeta tem enfrentado problemas que ameaçam a biodiversidade mundial. No Brasil, país rico em biomas e espécies, isso também tem sido alarmante. Reconhecendo que a Amazônia é um patrimônio brasileiro de valor inestimável, a Sitawi viu a importância de apoiar projetos da região e que protegem a biodiversidade da devastação causada pelo garimpo e pela pecuária. Foi com o apoio dos ribeirinhos, indígenas, seringueiros e associações de comunitários que foram conservados 1 milhão de hectares amazônicos. Esse é um dos resultados do Programa Território Médio Juruá, que conta com a coordenação da Sitawi e diversos parceiros estratégicos e implementadores locais. 

Nesse caso, a participação dos povos originários das comunidades da região foi essencial para traçar as melhores estratégias de conservação, como Chico Mendes – famoso ambientalista – já havia previsto: 

“Os seringueiros, os índios, os ribeirinhos há mais de 100 anos ocupam a floresta. Nunca a ameaçaram. Quem a ameaça são os projetos agropecuários, os grandes madeireiros e as hidrelétricas com suas inundações criminosas.” 

Nesses 15 anos não foram apenas os Fundos Filantrópicos que cresceram. A Sitawi, que já realizava empréstimos socioambientais desde sua fundação, foi pioneira na democratização do investimento de impacto no país. Em 2019, a organização lançou a Plataforma de Empréstimo Coletivo para Impacto, que possibilitou mais acesso a capital para negócios de impacto, conectando esses empreendedores sociais a pessoas interessadas em investir e gerar impacto socioambiental positivo. A Plataforma Sitawi possibilitou investimentos acessíveis e responsáveis para todas as pessoas, a partir de R$ 10.  

As diversas frentes de atuação da Sitawi colaboraram para o setor de inovação social de diversas maneiras: apoiando ONGs, financiando negócios sociais, gerando conhecimento e trazendo mais visibilidade para todo o ecossistema. As ações do terceiro setor respondem por 4,27% do PIB brasileiro, como conclui a pesquisa feita sob coordenação da Sitawi, iniciativa do Movimento por uma Cultura de Doação e realizada pela Fipe. Isso revela que o alcance dessas ações se reflete em toda a sociedade, movimentando a economia e gerando empregos, entre outros benefícios para o país. 

Equipe Sitawi na reunião geral de 2022

Os grandes resultados da Sitawi causaram inquietude e desejo de fazer mais. A vontade de inovar levou à criação de mais uma frente de atuação. Em 2022, passamos a atuar na gestão de Fundos Patrimoniais, em parceria com a Endowments do Brasil, com aderência à lei 13.800/2019. O primeiro Fundo Patrimonial criado dentro da parceria beneficia a causa transvestigenere — além de ser o primeiro do país, dentro da lei, voltado para a causa LGBTQIAPN+.

Nesses 15 anos, o trabalho de todos que contribuíram com esse sonho possibilitou grandes resultados:

mobilizados
+ R$ 0 milhões
de hectares conservados na Amazônia
0 milhão
de pessoas impactadas
+ 0 milhões
Fundos Filantrópicos
+ 0
socioambientais apoiadas
+ 0 iniciativas
de Investimento de Impacto
+ 0 transações
mobilizados
+ R$ 0 milhões
de pessoas impactadas
0 milhões
socioambientais poiadas
+ 0 iniciativas
de hectares conservados na Amazônia
R$ 0 milhão
Fundos Filantrópicos
+ 0
de Investimento de Impacto
+ 0 transações

Para o futuro, Finanças do Bem

De uns anos pra cá, o mundo passou a ter um olhar mais voltado para o impacto que a ação humana causa sobre a sociedade e o meio ambiente. Para a gente, o impacto positivo vem sempre em primeiro lugar.  

No ano em que comemoramos 15 anos, celebramos essa atuação através do sucesso de nossos beneficiários. É o que você confere nas 4 reportagens que contam as jornadas do Matchfunding Salvando Vidas, da Coopercuc, do Programa Território Médio Juruá e da ONG Casa Chama. Para saber como as Finanças do Bem impactaram positivamente a realidade dessas instituições e suas pessoas, clique nos cards abaixo ou volte no menu principal e leia essas histórias. 

A missão de construir um mundo melhor só será possível a muitas mãos seja de nossas pessoas colaboradoras, de nossos parceiros e de quem acredita e quer contribuir com esse movimento.  Vamos juntos pelo impacto positivo! 

Conectando
o Impacto

Ir para o conteúdo