Investimento de Impacto x tradicional: entenda a diferença.

O investimento de impacto chegou para ficar. Segundo o Global Impact Investing Network (GIIN), o mercado mundial dessa modalidade já superou 1 trilhão de dólares até 2022. Isso mostra que, cada vez mais, investidores e empreendedores estão procurando alinhar seus valores ao retorno financeiro.

Porém, apesar da ascensão ao longo dos anos, muitas pessoas ainda desconhecem esse formato de investimento e existem dúvidas sobre as diferenças entre o investimento tradicional e de impacto. Por isso, apresentamos abaixo as principais características de cada tipo.

Investimento tradicional X investimento impacto

O investimento é, de maneira geral, a aplicação de recursos para gerar ganhos futuros. A forma tradicional avalia essencialmente a relação risco x retorno do capital investido. Ou seja, nessa modalidade o lucro é a única intenção.

Por outro lado, o investimento de impacto não foca no lucro a qualquer custo. Além de avaliar a performance financeira, o risco e a governança das organizações investidas, avalia também o impacto socioambiental gerado por elas.

Mas isso não significa que os investidores de impacto não tenham lucro. Muito pelo contrário, esse mercado vem apresentando retorno financeiro cada vez mais competitivo atrelado à preocupação de contribuir com o futuro do planeta e com uma economia mais sustentável.

Uma outra diferença que deve ser levada em consideração nessa comparação é o fato de que, no investimento de impacto, você sabe exatamente para qual negócio vai o seu dinheiro e o como ele será utilizado. Em contrapartida, em diversos tipos de investimentos tradicionais, você empresta uma quantia para o governo, um banco ou empresa utilizá-la sem especificar o que ele está fomentando.

Nos investimentos da Plataforma Sitawi, por exemplo, você também consegue ter uma clara mensuração dos resultados obtidos a partir do seu investimento e entender como o seu dinheiro está ajudando a mudar o mundo. Saiba mais sobre os motivos para investir no impacto.

Mas, apesar das diferenças, existe um ponto em comum entre essas modalidades: os riscos. É importante ter em mente que não existe investimento sem risco e um passo muito importante para começar a investir é conhecê-los. Você já conhece os mais comuns?

Riscos de investimentos

  1. Risco no Modelo de Negócios: o modelo de negócios apresentado pelo empreendedor na obtenção do investimento evolui ao longo do tempo, de acordo com diversos fatores, como as mudanças na dinâmica do mercado, dependência de terceiros, tais como condições e preços dos fornecedores.
  1. Risco de Gestão: existente em empresas de qualquer porte, é mais significativo em negócios nascentes. Esse risco se torna mais sensível na ocasião de troca de equipe, substituição de liderança e necessidade de contratação de executivos de mercado.
  1. Risco de liquidez: todo investimento realizado tem expectativa de saída, a fim de liquidar a posição e minimizar o valor presente líquido dos fluxos futuros.
  1. Risco de mercado: o mercado de atuação dos negócios pode ter variações que prejudiquem o desempenho da carteira, como a concentração das receitas em poucos clientes, crescimento de mercado fora do esperado, determinações de órgãos reguladores, novos concorrentes, entre outros.

Agora que você já iniciou seu conhecimento nesse universo, que tal aprofundá-lo? Baixe agora o nosso e-book grátis e saiba tudo sobre o investimento de impacto.


Ficou interessado nessa modalidade de investimento? Entre na Plataforma Sitawi e invista em organizações de impacto na Amazônia com rentabilidade fixa. Invista agora.

Publicações relacionadas

Ir para o conteúdo