Precisamos consertar as finanças climáticas: bate-papo sobre COP28, Brasil e clima 

Um país continental, de economia robusta e com vontade política. O Brasil tem tudo para avançar e protagonizar no debate do clima. Em um cenário pós COP28, conversamos com Fernando Campos, nosso especialista e gerente da área de Finanças de Conservação e Clima, sobre o papel relevante do Brasil nessa luta a partir de sua perspectiva e participação na conferência de 2023.

Como o Brasil pode contribuir no debate internacional da mudança climática? 

Enfrentar as mudanças climáticas é responsabilidade de diferentes atores em diversos setores da economia. A maior parte das emissões brasileiras são oriundas da mudança do uso dos solos, isto é, degradação e desmatamento de florestas e de ecossistemas naturais. Já, a segunda maior fonte de emissões é o setor agropecuária. Neste contexto, temos diante de nós uma grande oportunidade, pois a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa das nossas duas maiores fontes pode ser realizada a um custo financeiro relativamente menor quando comparado com outros setores econômicos, como transporte ou energia.

Então estamos no caminho certo? 

O Brasil é um país continental, que contém a maior floresta tropical do mundo e que já mostrou que diminuiu o desmatamento neste último ano. Precisamos manter esse discurso focado em redução do desmatamento e da degradação florestal para avançarmos. 

Como podemos avançar no debate de financiamento climático? 

Promessas de recursos financeiros não faltam. No primeiro dia da COP28 teve o lançamento do Fundo de Perdas e Danos [delegações aprovaram um fundo de US$ 700 milhões para nações vulneráveis a desastres]. O maior desafio do financiamento é fazer comque dinheiro chegue na ponta. Pois é na ponta onde temos organizações que atuam de fato com projetos climáticos, reduzindo o desmatamento e implementando sistemas de alimentação mais sustentáveis. 

Como fazer o dinheiro chegar?

Organizações como a Sitawi são essenciais para destravar esses recursos. Somos uma organização que desenvolve soluções financeiras para destravar e alavancar maiores fluxos financeiro para as organizações que atuam com impacto climático e conservação da natureza.

Qual é o diferencial da Sitawi? 

A Sitawi possui grande experiência na realização de estudos e análises econômicas, financeiras e socioambientais, visando o desenvolvimento de soluções práticas e incidências em processos de tomada de decisão. Conseguimos simplificar o acesso desses recursos às organizações de impacto e traduzir termos financeiros e econômicos complexos para as organizações da ponta.. 

Fim da entrevista.

Gostaria de ler nosso posicionamento sobre mecanismos de financiamento para questões climáticas? Leia o briefing note sobre Mercados de Carbono e o Papel da Sitawi

Publicações relacionadas

Ir para o conteúdo