Fundos emergenciais: uma resposta às emergências climáticas

Diante de acontecimentos extremos, como temperaturas recorde, secas históricas e enchentes, nunca foi tão urgente formarmos uma mobilização para enfrentarmos os efeitos das mudanças climáticas. Nesse cenário, a filantropia ganha grande destaque, por ser uma poderosa ferramenta social para apoiar no combate às emergências e na reconstrução de territórios e comunidades atingidas.

Em tempos de crise e tragédias é comum que as doações aumentem significativamente para resolver — rapidamente — uma questão emergencial, e elas possuem um papel muito importante nesse momento. A mobilização é importante para mitigar os efeitos das mudanças climáticas a partir de situações de crise, mas também para planejar e destravar respostas rápidas  para essas situações que ocorrem com cada vez mais frequência. E o que os Fundos Filantrópicos têm a ver com isso?  

Os Fundos Filantrópicos Emergenciais, cujos recursos são usados para atender rapidamente aos territórios e comunidades atingidas e minimizar os impactos decorrentes das mais diversas hipóteses de calamidade pública, podem se tornar uma resposta essencial aos eventos extremos, que impactam diretamente a esfera ambiental e social.

Fundos Emergenciais

Os Fundos Filantrópicos Emergenciais são privados, sem fins lucrativos, e objetivam arrecadar, gerir e destinar doações de pessoas físicas e jurídicas para ações de interesse público. 

Os fundos tiveram grande destaque a partir de 2020, com a eclosão da Covid-19, que deu um impulso significativo nos recursos destinados a projetos filantrópicos no Brasil. A crise sem precedentes na saúde pública gerou uma onda de solidariedade e o fortalecimento da cultura de colaboração no país. Os resultados obtidos mostraram a força da união entre a sociedade civil, empresas e poder público para mobilizar recursos em conjunto para enfrentar os desafios emergenciais.

Salvando Vidas: um caso real de fundo emergencial 

No contexto da pandemia da Covid-19, foi lançado o Fundo Salvando Vidas para fortalecer os profissionais de saúde de hospitais públicos diariamente expostos ao vírus. O programa foi uma iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com a Sitawi, Bionexo e Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB). 

Os resultados positivos da campanha foram gerados pela união entre diversas partes. Mesmo com o fim da pandemia, permanece o legado para os beneficiários e envolvidos da ação. 

Confira os resultados obtidos pelo Fundo:

  • R$140 milhões mobilizados
  • 90 milhões de EPIs comprados
  • 9 milhões de pessoas impactadas 
  • 2 mil hospitais contemplados 

Os fundos emergenciais e as mudanças climáticas

Os eventos extremos causados pela emergência climática no Brasil e no mundo escancaram a necessidade de mobilização de recursos financeiros para o combate a essa crise. No entanto, segundo a Um Só Planeta, estima-se que, globalmente, apenas 2% das doações filantrópicas são dedicadas a iniciativas relacionadas com o clima. Nesse cenário, os fundos emergenciais tornam-se uma arma poderosa para aumentar a mobilização de recursos destinados ao combate dos problemas causados pelas mudanças climáticas.

Como essa é uma questão longe de ser solucionada, é essencial que surjam cada vez mais projetos filantrópicos que contem com gestão especializada e transparente para reconstruirmos, o mais rápido possível, os danos gerados pela emergência climática.

Gestão de Filantropia da Sitawi

A Sitawi tem experiência e expertise na gestão de Fundos Filantrópicos. Permitimos que recursos financeiros – de pessoas jurídicas e físicas, nacionais e internacionais – se destinem a causas sociais e ambientais de forma flexível e transparente. Realizamos a gestão financeira para que o destino do capital seja mais eficiente, assegurando a transparência e conformidade da execução dos recursos para todos os doadores e sociedade civil envolvidos na ação.

Organizações, empresas e filantropos (as) podem criar um Fundo Filantrópico Emergencial para combater as tragédias causadas pelas mudanças climáticas. Se quiser saber como, fale com a gente.

Publicações relacionadas

Ir para o conteúdo